A importância da aquicultura no Brasil

A importância da aquicultura no Brasil

Postado em:

A aquicultura é uma atividade que cria um ambiente competitivo e sustentável na produção de peixes e outros recursos aquáticos, para diversos objetivos, dentre eles, a comercialização como produto alimentício.

A atividade é baseada em um desenvolvimento com métodos sustentáveis, com a criação de espécies aquáticas em ambientes controlados ou semicontrolados. Os animais podem ser cultivados em ambientes naturais, como lagos, lagoas, rios, oceano e mar, ou em tanques artificiais. Outra forma de cultivo, são os viveiros escavados no solo com entrada e saída de água.

A aquicultura destaca-se por ser uma atividade competitiva sustentável para a produção de alimentos. Dessa forma, além de diminuir os impactos ambientais, a metodologia sustentável gera novos empregos, melhora a produção de alimentos, e, consequentemente, reduz a pobreza no país e mostra que a sustentabilidade é possível na produção de alimentos.

Uma atividade que atravessa os séculos

Historicamente, a aquicultura teve início há 4 mil anos, durante o período Paleolítico, com o desenvolvimento de sistemas de criação de carpas e tilápias, as duas espécies mais cultivadas no mundo, por chineses e egípcios. Essa prática, atualmente, envolve plantas e animais aquáticos, como, por exemplo, peixes, crustáceos, anfíbios e répteis. O crescimento mundial e expansivo da aquicultura deu-se a partir do século XX e, hoje em dia, tem um potencial de crescimento significativo, visto que possui uma tecnologia de fácil compreensão e com baixo custo para implementação, afinal, a atividade pode ser realizada em oceanos, o que corresponde a 70% da superfície do planeta!

Ligação direta com a sustentabilidade

A atividade de aquicultura pode produzir alimentos saudáveis em escala mundial, conseguindo reduzir impactos ambientais, como as mudanças climáticas, que afetam diretamente a temperatura da água dos oceanos e evita a morte de corais, berçários naturais e variadas espécies marinhas.

No Brasil, a aquicultura torna-se extremamente atraente, pois o país conta com grandes bacias hidrográficas, como a Amazônica, do Paraná e de São Francisco, e, além disso, nosso país possui 7.652 km de extensão de costa litorânea, o que corresponde a 33% do território nacional. O Brasil tem condições de se tornar destaque mundial na produtividade da atividade, porém, é necessário investir na inovação para que existam mais incentivos na qualificação profissional.

O investimento em tecnologia e instituições que desenvolvem aquicultura pode ser uma grande fonte de geração de emprego, contribuição para produção de alimentos de forma sustentável, redução da pobreza e, consequentemente, trará desenvolvimento e melhorias econômicas para o país.

A Alfakit preparou este blog para mostrar as vantagens da aquicultura para o crescimento do Brasil e na promoção da sustentabilidade. Se você ficou interessado em investir nessa atividade e deseja entender mais sobre essa metodologia que tem tanto a acrescentar no cultivo sustentável de alimentos, entre no nosso site e conheça os nossos produtos!