Educação ambiental nas escolas: o que seus alunos precisam saber

Educação ambiental nas escolas: o que seus alunos precisam saber

Postado em:

Na medida em que o mundo desenvolve-se, indústrias crescem e os meios de produção alcançam novos patamares, não é incomum a percepção de que a natureza tem perdido espaço para a expansão dos ambientes urbanos. Esse é um tema que vem sendo discutido há muitas décadas, inclusive nos projetos de educação ambiental nas escolas.

Para quem educa, a todo momento podem ser traçados paralelos com essa questão, pertinente em tantas áreas de conhecimento. Entretanto, em muitos ambientes de ensino pode ser um desafio transmitir o conhecimento e despertar o interesse por um tema que, de tão familiar, pode ser percebido como trivial por estudantes de variadas idades. Com o intuito de contribuir com a superação desse desafio e auxiliar você, educador, selecionamos os pontos-chave que devem ser trabalhados com seus alunos para que eles adquiram o gosto pelos temas relacionados à preservação do meio ambiente.

Contextualização e problematização sobre a educação ambiental nas escolas

O ponto de partida para que alguém comece a tomar consciência acerca da importância da educação ambiental nas escolas é o reconhecimento do quanto esse tema é relevante numa escala global.

É normal que estudantes embasem suas percepções a partir daquilo que lhes é familiar, dos ambientes nos quais eles vivem. Porém, é papel do educador expandir a percepção de mundo que seus alunos têm, dando exemplos – positivos e negativos – do impacto que a preservação (ou a falta dela) do meio ambiente pode ter na vida de pessoas ao redor do mundo.

Educação ambiental nas escolas: explicando as ações e suas consequências

Outro ponto muito importante a ser abordado são os resultados que afetam o meio ambiente e que decorrem das ações de indivíduos, grupos e empresas.

Perceber as relações de causa e consequência entre aquilo que pode influenciar negativamente ou positivamente os ecossistemas – tendo em vista especialmente aquilo que foi praticado no passado – é de suma importância para que aquilo que é exercido e posto em prática seja menos oneroso para o meio ambiente, se não benéfico.

Reconhecimento da função individual

Uma das mais poderosas ferramentas de mudança de atitude ou de hábitos é a sensação de fazer parte e contribuir com uma causa maior.

Conciliando isso com a educação ambiental nas escolas, para que um de seus alunos sinta-se estimulado a aprender mais e a engajar-se com o tema, é importante ressaltar a função que ele, enquanto indivíduo, pode exercer para gerar resultados positivos.

Seja incorporando práticas “verdes” no dia a dia – como a separação do lixo, a redução do consumo de energia etc. –, seja cobrando essa consciência de representantes do povo ou mesmo de empresas, cada um pode contribuir, mesmo que de forma singela, com a preservação do meio ambiente.

Educação ambiental nas escolas e preservação ambiental são trabalhos contínuos

Talvez um dos pontos mais cruciais relacionados à educação ambiental nas escolas resida no fato de que este é um tema que não possui início, meio e fim. Trata-se de uma matéria contínua, que exige manutenção e que deve ser desenvolvida e incorporada no próprio modus operandi das sociedades.

Considerando que o que se sabe hoje pode não ser suficiente amanhã, fica evidente a importância de que seja estimulado entre jovens o interesse por todas as questões que garantirão que a natureza em sua totalidade seja preservada no futuro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *